Tele-Atendimento:
(62) 3223-3943
E-mail:
contato@simego.org.br
Newsletter
Inscreva-se em nossa newsletter e fique por dentro de nossas novidades.

SIMEGO representará apenas médicos filiados a partir de 2019 28/11/2018

O Sindicato dos Médicos no Estado de Goiás (SIMEGO) realizou uma Assembleia Geral Ordinária (AGO), na noite de terça-feira (27), para discutir e deliberar  sobre  a aprovação do Plano Orçamentário da entidade para o exercício de 2019, a estipulação dos valores e forma de pagamento das Contribuições Social, Confederativa, Negocial,  Assistencial e Sindical para o ano de 2019 e deliberação a respeito da autorização expressa para cobrança de contribuição sindical para todos os integrantes da categoria para o exercício de 2019. A AGO foi realizada na sede da entidade.

 

Após a leitura do edital de convocação da AGO foi apresentado aos presentes a previsão de despesas e receitas para o próximo ano e, após amplo debate, a categoria aprovou o Plano Orçamentário para o ano de 2019. 

 

A diretoria do SIMEGO apresentou a proposta de manutenção da decisão  dos anos anteriores para a  não cobrança da Contribuição Confederativa e sugeriu a extensão dessa proposta para a Contribuição Sindical, ou seja, o SIMEGO não procederá cobrança da Contribuição Sindical no ano de 2019. Vale ressaltar que o imposto Sindical continua existindo, conforme a Lei 13.467/17, conhecida como  Reforma Trabalhista, mas seu pagamento é facultativo. 

 

Para a manutenção do SIMEGO, a diretoria do sindicato propôs a reformulação da Contribuição Social transformando-a em Contribuição Associativa, também de caráter facultativo, cujo pagamento será indispensável para que o médico seja representado pela entidade classista. A proposta foi aprovada pelos médicos presentes que também votaram  pelo valor de R$ 400,00 (quatrocentos reais) anuais, que poderão ser parcelados em até 10 vezes. 

 

A diretoria do SIMEGO informou  ainda que está procedendo a cobrança do Imposto Sindical dos anos de 2014, 2015, 2016 e 2017. 

 

A presidente do SIMEGO, Pabline Marçal, afirmou que o sindicato passará por modificações profundas em 2019. “Sempre atendemos todos os médicos independente de serem filiados ou não à instituição. Com o fim da obrigatoriedade do pagamento do imposto sindical houve uma queda brusca de arrecadação, desta forma temos que privilegiar aqueles que voluntariamente ajudam a manter o sindicato de portas abertas, nossos filiados. A expectativa é que a categoria entenda essa mudança e contribua de forma voluntária, fortalecendo a entidade e consequentemente a luta pela dignidade de trabalho médico”, finalizou.

Compartilhe isso: