Tele-Atendimento:
(62) 3223-3943
E-mail:
contato@simego.org.br
Newsletter
Inscreva-se em nossa newsletter e fique por dentro de nossas novidades.

Ipasgo promete liquidar faturas de novembro para pessoas físicas na próxima quarta-feira 18/02/2019

O secretário de Comunicação e Imprensa do Sindicato dos Médicos no Estado de Goiás (SIMEGO), Rafael Martinez, e o secretário de Finanças da entidade, Leonardo Reis, se reuniram com o presidente do Instituto de Assistência dos Servidores Públicos do Estado de Goiás (Ipasgo), Sílvio Fernandes, na tarde desta segunda-feira (18), para discutir sobre o cronograma de pagamento das faturas de novembro de 2018 devidas aos médicos prestadores de serviço do instituto. A reunião ocorreu na sede do Ipasgo e contou com a presença do presidente do Conselho Regional de Odontologia de Goiás de (CROGO), Dr. Renerson Gomes dos Santos. 

 

Durante a reunião, Silvio Fernandes apresentou a situação financeira do órgrão (que possui um déficit mensal R$ 10,5 milhões) e  anunciou o pagamento das faturas em atraso dos prestadores de serviços de saúde vinculados ao Ipasgo: pessoa física para o dia 20 de fevereiro (próxima quarta-feira) e dos prestadores pessoa jurídica para o dia 28 de fevereiro, cumprindo assim,  o compromisso  firmado durante reunião no dia 25 de janeiro com o Comitê das Entidades Médicas do Estado de Goiás (Cemeg), grupo formado pela Academia Goiana de Medicina (AGM), Associação Médica de Goiás (AMG), Conselho Regional de Medicina de Goiás (Cremego) e Sindicato dos Médicos no Estado de Goiás (SIMEGO). 

 

Rafael Martinez, salienta a importância do cumprimento do acordo entre o Ipasgo e as entidades médicas. "Ficamos satisfeitos com o resultado da reunião. Em janeiro o presidente do Ipasgo nos pediu um voto de confiança e esta honrando com o que foi pactuado. Além da quitação da competência novembro, ele demonstrou vontade em regularizar os pagamentos de agora em diante. No dia 14 de março nos reuniremos novamente para discutir um cronograma para a liquidação das faturas de dezembro de 2018 e janeiro de 2019. A normalização dos pagamentos dará segurança para os prestadores de serviço que poderão contar com o recebimento de seus honorários e também para os usuários do Ipasgo que não terão o atendimento interrompido", finalizou. 

 

Compartilhe isso: