Tele-Atendimento:
(62) 3223-3943
E-mail:
contato@simego.org.br
Newsletter
Inscreva-se em nossa newsletter e fique por dentro de nossas novidades.

Nota Oficial - Projeto de Lei 2017/604 08/04/2019

O Sindicato dos Médicos no Estado de Goiás (SIMEGO) vem a público se solidarizar com o vereador de Goiânia, o médico Paulo Daher, que tem lutado incansavelmente contra o Projeto de Lei 2017/604 de autoria da vereadora Tatiana Lemos que dispõe sobre a implantação de ponto eletrônico para os médicos que prestam serviço na rede municipal de saúde da capital. 

 

É importante salientar que o SIMEGO não é contra a implantação do ponto eletrônico para o controle do cumprimento da jornada de trabalho dos médicos. Somos contra a forma preconceituosa com que o médico é tratado na justificativa do projeto.  O PL prevê que apenas os profissionais médicos sejam submetidos ao ponto eletrônico. Para que seja um projeto justo deve abarcar todos os profissionais que prestam serviço na rede municipal de saúde de Goiânia. 

 

Mais uma vez os médicos estão sendo demonizados e responsabilizados pelo caos em que se encontra a rede municipal de saúde. 

 

A luta que todos os parlamentares deveriam travar deveria ser pela qualidade do serviço prestado, para aumentar a quantidade de médicos, para dar a estes profissionais condições dignas de trabalho, com estruturas físicas adequadas, para que não falte leitos, insumos ou medicamentos e para que tenham uma remuneração digna. 

 

O que todos nós queremos e o que a população necessita é que os médicos possam exercer a medicina de forma plena, dentro dos preceitos éticos com o objetivo de promover uma assistência de excelência para a população. Condições que há muito tempo vêm sendo negadas aos médicos que de maneira valorosa continuam a enfrentar a difícil missão da assistência no serviço de saúde pública. 

 

Goiânia, 8 de abril de 2019.

Franscine Leão 
Presidente do Sindicato dos Médicos no Estado de Goiás (SIMEGO)

Compartilhe isso: