Tele-Atendimento:
(62) 99631-6753
E-mail:
contato@simego.org.br
Newsletter
Inscreva-se em nossa newsletter e fique por dentro de nossas novidades.

SIMEGO se reúne com SGGO para discutir sobre desvalorização dos ginecologistas e obstetras em Goiás 11/03/2022

Sindicato dos Médicos no Estado de Goiás (SIMEGO) se reuniu, nesta sexta-feira (11), com a Sociedade Goiana de Ginecologia e Obstetrícia (SGGO) para discutir sobre a remuneração  e a condição de trabalho dos ginecologistas e obstetras em Goiás. 


Um dos pontos levantados foi a grande pressão que os profissionais do Hospital Estadual da Mulher (Hemu) e do Hospital Municipal e Maternidade Dona Iris tem sofrido devido à superlotação, falta de condições de trabalho, escalas incompletas e também pela precarização do trabalho médico com contratação dos profissionais com a intermediação das Organizações Sociais ou mesmo obrigando os profissionais a constituírem Pessoa Jurídica (PJ).


Para a presidente do SIMEGO, Franscine Leão, a situação está insustentável. “Os ginecologistas e obstetras estão trabalhando no limite, muitos deles já pediram desligamento dessas unidades e sabemos que muitos outros têm a intenção de se demitir caso a situação não seja modificada. Precisamos garantir um atendimento digno à população, essa qualidade na assistência passa pela valorização do profissional médico”, analisou. 


Representando a SGGO, a presidente da entidade, Rosane Ribeiro Figueiredo Alves, afirmou que a sociedade vai abraçar essa causa e lutar juntamente com o SIMEGO pela defesa da especialidade. “A SGGO sempre esteve muito engajada na luta pela valorização profissional dos ginecologistas e obstetras. Precisamos informar e mobilizar os ginecologistas e obstetras de Goiás para juntos, mudarmos o cenário da especialidade em Goiás”, finalizou. 

Compartilhe isso: